Na última semana, o município da Mata-RS, na região do Vale do Jaguari, sediou o Simpósio Internacional Sobre Mortandade de Abelhas e Agrotóxico. Estiveram no evento 380 pessoas que debateram, a partir do caso ocorrido no município, a mortandade de enxames de abelhas da espécie Apis melífera mellifera e sua híbrida africanizada por consequência do uso abusivo e intensivo de agrotóxicos no cultivo da soja.

O evento que foi promovido pela APISBio (Articulação Para a Preservação da Integridade dos Seres e da Biodiversidade) e pela APISMA (Associação dos Apicultores e Meliponicultures de Mata) envolveu produtores, autoridades, pesquisadores, estudantes, entidades, movimentos sociais e comunidade em geral. As abordagens foram organizadas em duas mesas temáticas onde pesquisadores, autoridades e representações dos apicultores abordaram, sobretudo, a mortandade de abelhas e a contaminação por agrotóxico.

Estiveram presentes os Técnicos Agrícolas Vilson Júnior de Araújo que representou a Secretaria de Agricultura e Pecuária de Alegrete – SAP e Heldo Vieira da Silva, que representou a Associação dos Apicultores de Alegrete. Os profissionais destacam a relevância dos temas abordados, tendo em vista que, no município de Alegrete, há registros de casos de morte abrupta de colmeias, causando preocupação a cadeia produtiva do mel e seus derivados.

DPCom PMA

Compartilhar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.