yeda

A ex-governadora Yeda Crusius conseguiu mais uma reviravolta na ação de improbidade administrativa que tramita contra ela na Justiça Federal de Santa Maria.

A defesa de Yeda obteve decisão favorável do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) afim de que a ação seja suspensa até que outros recursos sejam julgados em Brasília.

Em abril, o TRF4 decidiu que Yeda podia seguir sendo ré na ação de improbidade decorrente da fraude do Detran, investigada pela Operação Rodin. A defesa de Yeda vem lutando desde 2009 para anular essa ação.

Contra a decisão de abril, o advogado dela, Fábio Medina Osório, ingressou com Recurso Especial e Extraordinário em agosto de 2015. Como os recursos não têm efeito suspensivo, a ação de improbidade seguiu tramitando em Santa Maria.

Para estancar o processo de improbidade, a defesa apresentou uma ação cautelar junto à vice-presidência do TRF4, requerendo que os recursos tivessem o efeito suspensivo.

Compartilhar!