Alegrete tem um trânsito que exige muita atenção dos motoristas e pedestres. A relação não é das melhores e os acidentes acontecem quase que diariamente. Os cruzamentos mais perigosos possuem semáforos para regular o fluxo de veículos e a passagem de pedestres.

Quando um semáforo estraga, o trânsito fica complicado, especialmente no horário de pico. Foi o que ocorreu, recentemente, com a sinaleira da rua Vasco Alves esquina com a General Sampaio que está fora de circulação depois de ser atingida por um carro envolvido em acidente naquele cruzamento.

Na Prefeitura, o responsável pela manutenção externa dos semáforos e câmaras de videomonitoramento é o funcionário eletricista Flávio Paim. Este servidor fez um curso de especialização em programação de semáforos. Na sua bancada, os semáforos da rua esquina da Vasco Alves com a rua General Sampaio já foram consertados e só falta a instalação de uma nova haste para a recolocação do equipamento.

Para consertar um semáforo, o trabalho é exaustivo e exige muita concentração. Cada conjunto pesa em média 25 quilos e fica exposto no tempo, com sol ou chuva e seu suporte metálico é alvo de frequentes choques de carros.

No trânsito da cidade, são 17 sinaleiras em funcionamento, das quais quatro são da empresa Kopp e as demais da empresa Sinacon. O técnico responsável pelos semáforos, Flávio Paim, sonha com equipamentos mais modernos, mas esbarra na falta de recursos, conforme disse. Outra ideia, é a de colocar após a meia noite os semáforos na forma intermitente, a exemplo do que acontece em algumas cidades, mas que isso também passa por estudos.

Além da manutenção dos semáforos, Flávio atende também o sistema de câmeras de monitoramento. A cidade conta com 20 câmeras espalhadas em diferentes pontos. Conforme o coordenador da sala de controle do sistema de vídeomonitoramento da Prefeitura, Uiliam Almeida, além das vinte câmeras, há outras 97 câmeras em prédios públicos da cidade. Também há a vigilância do projeto Alegrete Mais Segura que já conta com 9 estabelecimentos com câmeras instaladas. É a cidade ampliando o sistema de videomonitoramento 24 horas. 

DPCom PMA
Alair Almeida  

Compartilhar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.