santa casa de caridade alegrete

A informação foi obtida pela reportagem da rádio Minuano diretamente com a administração do hospital. Outros setores de atendimento poderão deixar de prestar serviço. Conforme Tailize Lemos, há falta de pagamento por parte do governo do Estado à Santa Casa. O governo do Estado está colocando a produção do mês junto com empréstimo que foi assinado com a Federação das Santas Casas do Rio Grande do Sul. Dos R$ 700 mil que tem direito a receber foi pago apenas R$ 200 mil. O 13º salário dos médicos e folha de pagamento dos funcionários estão em atraso.

Os impostos não foram pagos, o que deixa o hospital sem as negativas para receber verbas públicas, como emendas parlamentares.

Sobre a UTI Neonatal, que, no ano passado seria fechada, o governo afirmou que oito leitos seriam repactuados, mas, segundo a administradora não houve a efetivação.

A reportagem da rádio Minuano repassou as informações por whatsapp, ao Deputado Estadual Frederico Antunes e ao Presidente da ULFRO, vereador Celeni Viana, para que interajam junto ao governo do Estado para que busquem uma solução.

Ao repercutirmos essa informação no Rota 97, ouvintes se dizem decepcionados com a declaração de pessoas do governo que anunciam a solução, mas que na prática não se efetivam. Fazendo com que os problemas redundem em novas promessas de algo que na opinião pública já estaria resolvido.

Reportagem: Dariano Moraes
Edição: Pablo Marzulo

Compartilhar!