A secretária da Saúde (SES), Arita Bergmann, assinou nesta terça-feira (19) um aditivo financeiro no contrato com a Santa Casa de Caridade de Alegrete, no valor de R$ 30 mil mensais. O montante será utilizado na criação de um Ambulatório de Gestante de Alto Risco, que proporcionará uma cobertura assistencial a 700 grávidas anualmente. A situação da saúde no município foi tratada em reunião com o prefeito Márcio Amaral.

Conforme a secretária, a Santa Casa de Alegrete é uma grande referência de bom atendimento e possui excelente equipe técnica. “Estamos gerenciando os problemas, colocando em prática várias medidas de economia. As dificuldades financeiras do Estado são públicas”, acrescentou.

A instituição está habilitada ao Fundo de Apoio financeiro e de recuperação dos hospitais privados, sem fins lucrativos e hospitais públicos (Funafir), anunciado pela SES em fevereiro, para receber o incentivo de duas competências (meses). O governo do Estado possui R$ 850 mil empenhados para a Santa Casa de Alegrete, que serão pagos em 36 vezes a partir de abril. No próximo mês, os incentivos estaduais serão pagos em dia.

Texto: Marília Pereira Bissigo/SES
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

Compartilhar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.