A Prefeitura de Alegrete, por meio da Secretaria da Saúde (SMS), informa que recebeu do Ministério da Saúde, o desligamento de quatro médicos do Programa Mais Médicos (PMM), que está em transição para o Médicos pelo Brasil, instituído pela Lei nº 13.958 e executado pela Agência de Desenvolvimento da Atenção Primária à Saúde (Adaps).

Os profissionais estavam ligados à ESFs Piola, Vera Cruz, Rondon e ao programa itinerante Saúde vai ao Campo.

A Prefeitura reitera que o Mais Médicos demonstrou ser uma das principais conquistas do movimento municipalista frente à dificuldade de realizar a atenção básica, com a interiorização e a fixação de profissionais médicos em regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais. Importante destacar que a estruturação e a organização da Atenção Básica de Saúde é pauta permanente no Executivo.

O prefeito Márcio Amaral está em Brasília e manterá agendas com as representações das entidades municipalistas, estaduais e federais organizando reuniões com o governo federal sobre a necessidade dos profissionais.

A Secretaria da Saúde vai adotar medidas que garantam a manutenção dos serviços de atenção básica de saúde. A presente situação é de extrema preocupação, e exige superação em curto prazo. Nesse sentido, a SMS aposta no diálogo entre as esferas municipal, estadual e federal.

Enquanto aguardamos a rápida resolução do ocorrido pelo órgão competente, estamos certos de que nossos profissionais da saúde manterão o máximo empenho para seguir o atendimento à saúde de nossas comunidades.

A Prefeitura, na missão de prestar serviços públicos à população, não medirão esforços para a resolução deste impasse. Pedimos aos alegretenses paciência e colaboração nos próximos dias.

Compartilhar!