A Prefeitura acertou os ponteiros com a Fundação Educacional de Alegrete e ampliou o convênio de cessão do Museu de Artes José Pinto Bicca de Medeiros por mais 20 anos. Conforme a secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Marcia Dornelles, com a ampliação do convênio, abre-se a possibilidade de restauração do prédio que está bastante deteriorado. Para isso, deverá ser feita uma avaliação técnica do imóvel e buscar os recursos para a restauração de suas instalações. O prédio, tombado pelo patrimônio histórico, apresenta muitas goteiras e está com sua estrutura comprometida.

Recuo do Tapume

De imediato, o que deverá ser feito é a remoção do tapume existente na lateral do Museu que dá para a rua Nossa Senhora do Carmo, mantendo apenas o existente na fachada principal. Conforme o engenheiro Alisson Cooper, da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, o tapume da frente do museu terá um recuo para liberar 1/3 da calçada para uso do pedestre, conforme prevê a legislação. Serão colocadas novas chapas de compensado e esse trabalho será feito em parceria com a Secretaria de Infraestrutura. Outra providência a ser adotada é a retirada de uma figueira que nasceu no prédio e está comprometendo a sua estrutura.

Compartilhar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.