Minuano FM

Notícias de Alegrete e região

Nova juíza da Vara Cível assume em Alegrete apostando no diálogo e na conciliação

O prefeito em exercício, Moisés Pereira Fontoura, prestigiou, na manhã desta quarta-feira, no auditório do Fórum local, a solenidade de apresentação da nova juíza de direito de Alegrete, Marcela Pereira da Silva. Paulista de nascimento, exerceu a advocacia até 2014 quando ingressou na magistratura no Rio Grande do Sul, tendo atuado nas comarcas de Tapes, Gravataí, São Francisco de Assis, São Sepé e agora Alegrete.

Ao ser apresentada pelo juiz Rafael Echevarria Borba, da 2a. Vara Cível e diretor do Fórum, a juiza Marcela disse que agora ela está onde gostaria de estar e que desejou muito por isso, ou seja, trabalhar numa vara especializada cível. A dra. Marcela afirmou também que aprendeu que é preciso estar perto da comunidade para entender seus anseios. Atuando numa Vara com 10 mil processos pediu paciência para eleger as urgências e prioridades. Para isso, montará uma estrutura de organização para atender aos anseios. E aproveitou para anunciar alguns projetos nas áreas de saúde, do consumidor para eliminar gargalos. Vai trabalhar muito com a conciliação para que a comunidade entenda que conciliar é o melhor caminho.

Em sua fala, a juiza Marcela abordou a questão da violência que só pode ser combatida com tolerância. Todo mundo quer a paz, mas não tolera seu vizinho, nem dentro do próprio lar com a família. Quem está bem dentro de casa não briga no trânsito, afirmou. A juíza disse esperar que a comunidade esteja aberta a esta nova proposta. Que está chegando na cidade de coração aberto e está sendo acolhida com carinho.

O prefeito em exercício, Moisés Pereira, disse que a vinda da dra. Marcela para Alegrete representa o desejo da comunidade de que a cidade tivesse aqui magistrados presentes, o que está acontecendo agora com três comarcas com juízes titulares.Desejou boas vindas à nova juíza e que, enquanto estiver em Alegrete que se considere em sua própria casa. E que a comunidade alegretense sabe muito bem acolher quem aqui chega.

Também se pronunciou o presidente da Câmara Municipal, Celeni Viana, afirmando que a independência dos poderes não os torna estanques, mas interligados, em favor da democracia e da verdade.

Dos juízes seus colegas que atuam na comarca, a dra. Marcela ouviu elogios. O juiz Rafael Echevarria Borba, diretor do Fórum, referiu-se à colega diferenciada e excepcional. O juiz Thiago Tristão Lima, da Vara de Família, disse que a nova juíza será recebida com todo o acolhimento e que terá a melhor impressão da cidade. Também se pronunciaram a promotora pública Luiza Trindade e a defensora pública Luiza Garcia.

Compartilhar!