NOTA

A Prefeitura do Alegrete esclarece que a notícia veiculada pelo Portal G1 contradiz os dados oficiais da Secretaria de Agricultura e Pecuária do Estado do Rio Grande do Sul ao afirmar que existe caso confirmado de mormo em Alegrete.

O que existe, conforme informação da Inspetoria Veterinária do Estado, é o resultado não-negativo no teste de maleína no mesmo animal alvo de suspeita ainda em agosto. Este exame indica a presença no organismo da égua de anticorpos para a bactéria do mormo, e não a doença em si. Em caso de resultado não-negativo, a Diretoria de Defesa Agropecuária (DPA-SEAPA) orienta o isolamento preventivo e testes em animais da mesma propriedade.

Para a realização de eventos, deve-se aplicar a IN 003 de 2005, onde passa-se a exigir a participação exclusiva de animais com exames negativos e devida documentação sanitária (GTA), com a garantia compartilhada entre organizadores e participantes. Este procedimento tem acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Foi exatamente esta a conduta adotada neste final de semana em Alegrete durante a realização dos Festejos Farroupilhas: os entes envolvidos cumpriram com o acordado e garantiram a realização dos eventos sem sobressaltos.

A informação equivocada do Portal G1 relativa ao caso semeia inquietação na população e dúvidas quanto à decisão da realização do evento. Apesar de reconhecer a paixão pela tradição gaúcha, nenhum evento é mais importante que a saúde dos alegretenses.

Contudo, a Prefeitura do Alegrete aguarda para esta segunda-feira (21) uma comunicação oficial da SEAPA sobre o caso.prefei

Compartilhar!