Sedetur fomenta o Projeto Balde Cheio – Minuano FM

Sedetur fomenta o Projeto Balde Cheio

Na última passada aconteceu a capacitação do Projeto Balde Cheio para os técnicos de Alegrete sob supervisão da médica veterinária da Embrapa Pecuária Sul, Renata Suñe, sendo as visitas técnicas realizadas no Tambo Experimental da Fundação Maronna na localidade de Coxilha Vermelha e na propriedade de Jane Chagas na localidade do Itapevi.

O projeto Balde Cheio integra a nova fase do Programa MAIS LEITE Alegrete, denominado MAIS LEITE Alegrete 4.0. A retomada dos trabalhos no município é uma iniciativa da Acripleite, viabilizada pelo Sicredi através do Valor S e conta também com apoio da Fundação Maronna, Embrapa, SEBRAE, Emater, Dr. Pastagem e Secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alegrete (SEDETUR).

Ao todo sete propriedades foram selecionadas para a etapa inicial do projeto em Alegrete. Denominadas Unidades Demonstrativas, estas propriedades servem como salas de aula onde os técnicos do programa recebem treinamento e ao mesmo tempo desenvolvem o trabalho orientado pelos técnicos da Embrapa e da empresa Dr. Pastagem, esta com sede na cidade de Francisco Beltrão-PR e autorizada pela Embrapa Pecuária Sudeste de São Carlos-SP a desenvolver a metodologia do Projeto Balde Cheio, a cargo do engenheiro agrônomo Juliano Alarcon.

O Projeto Balde Cheio completa 21 anos e é referência nacional, já atendeu inúmeras famílias e obteve resultados fantásticos. No Rio Grande do Sul, Alegrete foi a primeira cidade a retomar o projeto dentro do novo formato “Embrapas em Rede”, o que permitiu a adesão das Unidades da Embrapa Clima Temperado de Pelotas-RS e da Embrapa Pecuária Sul de Bagé-RS. Além de Alegrete, o projeto está iniciando também nos municípios de Nova Petrópolis e Bagé.

O engenheiro agrônomo da SEDETUR, Leonardo Cera, explicou que o trabalho nas propriedades assistidas inicia-se com um diagnóstico e a partir dali, em visitas mensais os técnicos vão corrigindo as falhas no sistema produtivo a fim de aumentar a produção de leite e permitir maior rentabilidade para o estabelecimento rural.

Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Jesse Trindade dos Santos, a secretaria vem apoiando atividades tanto na área urbana como no campo, que gerem renda e empregos, comentou também que somente no ano de 2018 foram produzidos mais de 13,3 milhões de litros de leite no município, o que permitiu a entrada de aproximadamente 20 milhões de reais diretamente na economia local, valor que beneficia inúmeras outras atividades como casas agropecuárias, veterinárias, lojas de máquinas, peças e equipamentos para a agropecuária, entre outras indiretamente.
O gerente da Sicredi Alegrete, agência centro, Bruno Leonardi, também comentou quando no lançamento do projeto na casa da Acripleite, no parque de exposição Dr. Lauro Dornelles, sobre a importância do Valor S que está apostando e investindo em projetos transformadores na região, diante disso, afirmou que apoiar um projeto da magnitude do Projeto Balde Cheio em nível nacional é fundamental e estratégico para o desenvolvimento do nosso município. 

Compartilhar!

Recommended For You

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *