Ocupação na Vila Grande tratou de regularização com prefeito – Minuano FM

Ocupação na Vila Grande tratou de regularização com prefeito

Conforme estava programado, foi realizada nesta segunda-feira nova audiência com a Comissão que trata sobre a ocupação por 40 famílias de uma área particular localizada entre os bairros Vila Grande e Progresso.

Foi o segundo encontro (o primeiro ocorreu na última quarta-feira) em que os representantes das famílias, vereadores e Prefeitura discutiram alternativas para uma solução a mais um problema de natureza habitacional na cidade. O subprocurador do Município, Márcio Montes D’Oca acompanhou a audiência e transmitiu orientações sobre o caso. Na condição de advogado das famílias que estão ocupando os terrenos, Fernando Silva e Silva relatou que a área total tem 8 hectares e a dívida dos proprietários é em torno de R$ 1 milhão, sendo maior que a área ocupada que é de um hectare. Que os ocupantes realizaram a limpeza do espaço e deixaram uma área verde para a futura praça.

O presidente do Conselho Municipal de Habitação, Claudiomiro Rocha, disse que o melhor caminho é o acordo com os proprietários. “É uma ocupação caracterizada pela seriedade das pessoas”, esclareceu o vereador Anilton Oliveira. E recomendou precaução nas negociações para evitar situações complicadas que já ocorreram em épocas passadas.

Uma questão foi levantada durante o encontro a respeito de ocupantes que estariam se utilizando da situação para negociar terrenos, conforme relatou o prefeito Márcio. Ele pediu muito cuidado na definição do que é ocupação e do que é invasão, ou seja, aqueles, que querem área apenas para fazer negócio. A secretária de Promoção e Desenvolvimento Social, Iara Caferatti, aproveitou para relatar que foi feito o cadastro das 40 famílias para conhecer quem está lá. A justiça precisa ser para todos e não como já aconteceu em outras ocupações em que pessoas se aproveitaram para demarcar terrenos com o intuito de fazerem negócio, enfatizou.

O prefeito Márcio Amaral disse ao grupo que o encaminhamento está ocorrendo de forma positiva, com o avanço das conversações nesta semana. A tentativa é de se estabelecer um acordo extrajudicial para ganhar tempo, mas que, através da conversa, serão esgotadas todas as etapas em busca de uma solução.

Participaram da audiência, o subprocurador do Município, Márcio Montes D’Oca, a secretária de Promoção e Desenvolvimento Social, Iara Caferatti, os vereadores Anilton Oliveira, Maria do Horto Salbego e Firmina Soares (Fuca), assim como o presidente do Bairro Progresso, Dimitri Gidel, presidente do Conselho Municipal de Habitação, Claudiomiro Rocha; e o presidente do Movimento Nacional de Luta pela Moradia, Clóvis Moruzzi Pontes, entre outros.

Departamento de Comunicação – PMA
Por: Alair Almeida

Compartilhar!

Recommended For You

About the Author: Pablo Marzulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *