dom. dez 15th, 2019

Minuano FM

Notícias de Alegrete e região

O motivo da escolha do Oswaldo Aranha para se tornar cívico militar

A Prefeitura de Alegrete informa à comunidade alegretense que, em decorrência do não atendimento, por parte de escolas municipais, de critérios estabelecidos para a implantação do projeto das Escolas Cívico-Militares – no caso o número de alunos da etapa II do Ensino Fundamental e Ensino Médio ser de 500 a 1000 alunos, a rede municipal, dessa forma, está impossibilitada de receber o referido projeto.

Este fato, no entanto, não inviabiliza a participação de Alegrete no programa das escolas cívico-militares. Após reunião realizada no gabinete do prefeito Márcio Amaral, na tarde de hoje (28), com a participação de lideranças da comunidade, Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer através da secretária Marcia Dornelles; da coordenadora regional de educação, professoraSara Duzac Cardoso e de vereadores, foi confirmado o nome do Instituto Estadual de Educação Oswaldo Aranha para receber o projeto da escola cívico-militar, pelo fato de atender aos critérios estabelecidos pelo MEC.

A direção da Escola foi chamada no gabinete, comparecendo o diretor Ernesto Viana e a coordenadora pedagógica Ana Maria Lara Lopes Cezar, que confirmaram o interesse já manifestado anteriormente da participação no projeto. O Oswaldo Aranha, conforme sua direção, atende aos critérios de número de alunos, índice do IDEB e vulnerabilidade social.

O nome do Instituto de Educação Oswaldo Aranha já está registrado no MEC, garantindo assim a participação de Alegrete no projeto das escolas cívico-militares que estava na iminência de não ser contemplada.

A Escola Cívico-Militar trará um novo conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa, incentivando a formação integral do cidadão.

Compartilhar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *