Chama Crioula vindo para o Alegrete – Minuano FM

Chama Crioula vindo para o Alegrete

Abaixo de chuva, a Cavalgada da Chama Crioula que saiu no dia 10 de agosto de Tenente Portela, chegou no Marco das Três Divisas na manhã desta quarta-feira, para ser distribuída uma centelha a cada um dos quatro municípios que integram a 4a. Região Tradicionalista. Foram 671 Km percorridos no lombo do cavalo, enfrentando sol, chuva e frio para chegar até a região.

A chuva não impediu que a solenidade fosse realizada com a participação de expressivo número de cavaleiros de Alegrete, Uruguaiana, Quaraí e Barra do Quaraí. Sob o teto de uma tenda que foi montada no Marco, ocorreu o protocolo de distribuição da chama que reuniu os prefeitos de Alegrete, Márcio Amaral; de Uruguaiana, Ronnie Mello; de Quaraí, Mário Raul da Rosa Correa; e da Barra do Quaraí, Iad Choli, representado por Alex Fabiano Souza, sub-coordenador da 4a Região, naquele município.

O prefeito de Alegrete, Márcio Amaral, ao fazer uso da palavra, destacou o esforço dos tradicionalistas que andaram a cavalo por mais de vinte dias, carregando a chama crioula, num gesto de amor à querência e à história. Disse do significado geográfico e histórico do Marco das Três Divisas e homenageou o patrono dos Festejos Farroupilhas, Ciro Manoel Andrade e Freitas, em nome dos tradicionalistas Encerrou o prefeito afirmando que a conservação da tradição e a manutenção dos costumes só fortalecem o movimento tradicionalista.

Também se pronunciaram o prefeito de Quaraí, Mário Raul da Rosa Correa que comemorou a boa chuva para a região, dizendo que elas eram lágrimas de felicidade. O prefeito de Uruguaiana, Ronnie Mello, resumiu que “o movimento tradicionalista é o símbolo do resgate da família, de valores e do que acreditamos. ” O representante do prefeito da Barra do Quaraí, Alex Fabiano Souza, descreveu a emoção das pessoas pelo tradicionalismo. E informou que o desfile naquela cidade será no dia 22 de setembro, domingo, para que mais pessoas participem.

O coordenador dos Festejos Farroupilhas de Alegrete, Cléo Trindade, agradeceu os cavaleiros que trouxeram a chama e disse que cultura e tradição vem de berço, pregou união sem vaidades, conceituou família e tradicionalismo e destacou a participação dos jovens.

A coordenadora da 4a. Região Tradicionalista, Ilva Goulart, que falou em exemplo de civilidade. Os cavaleiros atravessaram o Rio Grande conduzindo a chama assim como os gaúchos que no passado demarcaram nossas fronteiras a pata de cavalo.

O coordenador da Cavalgada, Marcos Vinícius Fernandes, ao citar que foram mais de 600 Km carregando a chama, esses momentos foram marcados pela harmonia, alegria, dificuldades também, mas acima de tudo diversão, patriotismo e gauchismo.

Cada município recolheu uma centelha da chama para ser acesa no dia 13 de setembro na abertura dos Festejos Farroupilhas, O grupo de Alegrete, depois de receber a centelha seguiu pela BR 290 até a Fazenda Santa Eulália, onde foi recebido pelo proprietário João Antônio Nogueira que ofereceu um churrasco de recepção aos cavaleiros e autoridades e foi cumprimentado pela disposição em abrir mais uma vez as porteiras da Santa Eulália para o tradicionalismo.

O tema deste ano dos Festejos Farroupilhas é “Mulher Gaúcha – 70 anos de inclusão no tradicionalismo gaúcho organizado”.

DPCom PMA
Alair Almeida

Compartilhar!

Recommended For You

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *