tt

Os servidores municipais agora contam com um espaço próprio de qualificação. Foi inaugurada na manhã desta quinta-feira (29), a Escola de Gestão Pública, junto às dependências do AlegretePrev. O ato teve a presença do prefeito Erasmo Silva, da vice-prefeita Preta Mulazzani, secretários, diretores e servidores municipais.

Criada em novembro de 2013, por meio do decreto nº 580, a Escola de Gestão Pública é um órgão proposto através do Programa de Modernização Administrativa e Tributária (PMAT), que tem como objetivo levantamento das necessidades de capacitação de recursos humanos e a implantação de um gradual plano de desenvolvimento continuado de pessoal.

Para o presidente do AlegretePrev, Alaerte Cortelini, “a parceria entre AlegretePrev e executivo municipal é muito sólida e, por isso, achamos importante compartilhar o espaço que estava sobrando no RPPS para estruturar a Escola.”.

Além da Escola de Gestão, quem tem um laboratório de informática e uma sala de palestras, também foi feita a entrega oficial da sala de biometria, local onde são feitas as perícias médicas dos servidores. Ao todo, o investimento é de cerca de 34.500 reais, verba oriunda do PMAT e do AlegretePrev. “Nossa parceria tem rendido bons frutos e quem mais ganha com isso é o funcionalismo municipal”, comenta a secretária de Governo, Ana Maria Thompson Flores.

Para o secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Arnaldo Paz Filho, um dos membros do Comitê Gestor, o ato marca o cumprimento de mais uma meta de governo. “A escola estava no plano de governo da Administração Municipal e é mais uma promessa cumprida. Isso demonstra o compromisso dessa administração com a capacitação dos servidores”, afirma.

A vice-prefeita Preta Mulazzani destacou a importância de oferecer condições para a qualificação do funcionalismo. “Temos grandes obras em andamento e elas só são possíveis porque temos servidores qualificados. Por isso achamos fundamental buscarmos cada vez mais encontrar maneiras de propiciar qualificação para o funcionalismo”, comenta.

Para o prefeito Erasmo Silva, a Escola de Gestão Pública vai encurtar a distância entre o servidor e os cursos, que antes só poderiam ser feitos fora da cidade. “Com a escola temos a possibilidade de aprimorar os conhecimentos dos nossos servidores sem a necessidade de precisar viajar aos grandes centros. Reduz custos com diárias sem deixar de dar condições do servidor se qualificar”, conclui.

Compartilhar!