Minuano FM

Notícias de Alegrete e região

Expresso Fronteira D’ Oeste, de Uruguaiana vai prestar o serviço do transporte coletivo em Alegrete

Em razão da expressa intenção das empresas Vaucher e Nogueira em interromperem a prestação do serviço de transporte público coletivo, o que não ocorreu até o momento por força de decisão judicial, a Prefeitura de Alegrete, por meio da Secretaria de Segurança Pública, Mobilidade e Cidadania, abriu no mês de julho um processo de contratação emergencial, a fim de possibilitar que pudesse ser selecionada empresa interessada em executar o serviço na cidade.

A empresa Expresso Fronteira D’ Oeste, de Uruguaiana, foi a única empresa, dentre as nove que foram formalmente consultadas, que manifestou interesse nos exatos termos da proposta do município, assinando na manhã do dia 04 de agosto o contrato de autorização que delegará a esta, em caráter excepcional e temporário, a responsabilidade pela prestação do serviço de transporte coletivo.

A transição entre as empresas hoje responsáveis pelo serviço e a nova empresa que o assumirá, ocorrerá ao longo do mês de agosto, prevendo-se para o início do mês de setembro que os ônibus da Expresso Fronteira D’ Oeste já estejam rodando na cidade.

Nos próximos meses a Prefeitura de Alegrete realizará a licitação do transporte coletivo, processo mais demorado e complexo, mas que ao final concederá a prestação do serviço de transporte coletivo por um período de 10 anos, renovável por igual período, para a empresa que vier a ser a vencedora deste certame.

A representante da Expresso Fronteira D’Oeste, Ana Vezzaro, falou sobre a expectativa de começar a operar no município. “Queremos prestar um bom atendimento e um serviço de qualidade aos usuários do transporte coletivo de Alegrete”.

O prefeito Márcio Amaral comentou que espera que o serviço contratado atenda as expectativas de melhorias no transporte público. “ Chegamos a um bom termo, não gostaríamos de suspender a parceria com as empresas que operaram o transporte público por mais de 60 anos no município, mas algumas mudanças são necessárias em benefício da população”.

Compartilhar!

Mais notícias