A identificação de Daniel Gindri com a agricultura é de longa data. Além de atuar como agricultor, especificamente na produção de arroz, ele está vinculado à Secretaria Municipal de Agricultura desde 2009. Trabalhou com o prefeito Márcio Amaral, então secretário, como diretor da pasta de 2009 a 2012. Entre 2017 e 2020, no governo Cleni Paz e Márcio Amaral, também ocupou o cargo de secretário de Agricultura e Pecuária. Durante esse período, no entanto, não raro estava auxiliando associações de produtores, agroindústrias, Associação dos Arrozeiros, ou em serviços prestados pelo município aos agricultores e pecuaristas.

Agora em 2021, a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural vai cuidar de uma das áreas mais estratégicas do governo Márcio Amaral e que passa por momentos muito difíceis. A pandemia e também a estiagem impuseram muitas dificuldades aos produtores rurais e, indiretamente, à toda a economia gaúcha, que é baseada no agronegócio.

Nas estradas rurais, o desafio é gigantesco, são milhares de quilômetros de estradas ruins na zona rural e poucos equipamentos em condições de uso para atender à demanda. “Hoje nós devemos ter 5.000 quilômetros de estradas a serem recuperadas”, revela o secretário.
Mesmo com as dificuldades, Gindri garante que todo o esforço está sendo feito no sentido de melhorar e dar continuidade ao trabalho. “Por ordem do prefeito, estamos fazendo um levantamento para agilizar os processos, porque a demanda é muito grande em todas as regiões. São muitas frentes. Precisamos melhor a frota de veículos e máquinas, mas a gestão tem feito o possível pra contornar a situação”, afirma.

Segundo o secretário, Alegrete é uma fronteira agrícola em expansão da produção. Hoje, o município tem mais de 100 mil hectares de área plantada de soja, outros 52 mil hectares de arroz e com retorno de outras culturas, a exemplo do trigo no inverno. “Ou seja, quero dizer pra vocês, é safra o ano todo. A pecuária exportando gado vivo diariamente. A planta do Frigorífico habilitada para exportar para o Estado Unidos. Tudo isso significa movimento nas estradas. Ocupação. Então, precisamos e vamos melhorar a prestação de serviços da Prefeitura, senão não tem sentido”, enfatiza.

Uma das metas é investir em qualificação da frota e de pessoal. “Já temos 2 carretas novas, com reboque, chegou caminhão novo. E essa modernização é a longo prazo. As coisas são indissociáveis. Vamos deixar um legado aqui, podem anotar. Planejar e cumprir este planejamento”, garante.

Segundo o prefeito Márcio Amaral, a escolha da Secretaria de Agricultura justamente se dá pela identificação de Daniel Gindri com a área. “A dedicação e o comprometimento do Daniel com os produtores o credenciam a fazer um ótimo trabalho; ele tem nossa confiança. É um ato de coragem dele em assumir esse desafio, mas tenho certeza de que está nas mãos de uma pessoa competente e empenhada, com qualidade e disposição para mudar a vida da nossa população, somando sempre ao nosso governo”, reconhece Márcio destacando que a área é uma das principais bases econômicas do município.

Para Daniel Gindri, o desafio à frente da pasta é buscar implementar novas ações, sempre no intuito de possibilitar aos produtores condições de manter-se no campo, com boa geração de renda e qualidade de vida. “Trabalhar no campo é sempre um desafio diário, uma vida que exige sacrifícios, superados com perseverança e muita dedicação por aqueles cuja missão é produzir alimento; em nosso município, especificamente, a Prefeitura tem sido uma grande parceira, e assim deve continuar para não apenas manter o produtor em sua terra, mas principalmente para que possa ter o devido retorno de seu esforço”, comenta Gindri, agradecendo o apoio e confiança do prefeito: “me sinto motivado e disposto a retribuir o reconhecimento do prefeito Márcio! Sinto-me desafiado pelo compromisso que assumi e não vou medir esforços para fazer dar certo a minha missão. Sei o compromisso que assumi, principalmente para a qualidade dos quilômetros de nossas estradas. Quero agradecer a confiança do Governo Municipal e também agradecer a minha equipe que recebeu a ideia de braços abertos para juntos pensarmos e fazermos mais pelo nosso município. Tudo que eu fizer, vai ser bem feito. Pedimos apenas a paciência do nosso produtor”, finalizou.

Compartilhar!