A Regularização Fundiária Urbana é o procedimento que garante o direito à moradia daqueles que moram em áreas urbanas informais. Para garantir melhor qualidade de vida, habitação e inclusão social, a Prefeitura promoveu, no final da tarde desta segunda-feira, no salão nobre do prédio antigo da Praça Getúlio Vargas, a entrega de 262 matrículas de imóveis regularizados a moradores dos bairros Nova Brasília e Getúlio Vargas. É promessa de campanha sendo cumprida.
Era visível no olhar de cada morador que compareceu a satisfação pela obtenção do título que torna legal a sua propriedade. Muitos se emocionaram ao receber o registro de seu imóvel. O ato foi prestigiado pela equipe de administração, direção do Centro Empresarial e Câmara Municipal, representada pela Frente Parlamentar da Habitação que tem como presidente o vereador Luciano Belmonte. Também a presença da Oficial do Registro de Imóveis, Elaine Aliette e a coordenadora do setor de Habitação da Infraestrutura, Adriana Bortoluzzi.
Além da Oficial do Cartório de Registros, Eliane Aliette, se pronunciaram o secretário de Infraestrutura, Mário Rivelino afirmando que era um dia importante para cada família que recebia o título legítimo de seus imóveis. Representa mais segurança para essas famílias, completou. A coordenadora do Setor de Habitação do município, Adriana Bortoluzzi, em breve alocução, disse que o título de propriedade é o registro mobiliário das terras que ocupam há bastante tempo. E explicou que as casas não são averbadas, é uma outra etapa. Adriana compartilhou da felicidade do dia de hoje para os que obtiveram o registro.
Em nome da Câmara Municipal e como presidente da Frente Parlamentar da Habitação, o vereador Luciano Belmonte cumprimentou a administração pela realização de um sonho. Disse que o déficit habitacional na cidade é grande. São 262 famílias que recebem os títulos. Por isso, hoje, um dia feliz, arrematou.
O vice prefeito Jesse Trindade, em sua fala, lembrou que durante a campanha o maior pedido era a regularização de propriedades, mas reconheceu que é algo extremamente burocrático. Disse do seu reconhecimento à Infra, parceira, pediu aplausos à coordenadora Adriana, da Habitação, ao Cartório de Imóveis e à Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social.
O prefeito Márcio colocou que o momento é positivo para Alegrete em que estão acontecendo coisas que há tempos vinham sendo planejadas. É um trabalho de várias mãos. São mais de seis anos de luta pela regularização fundiária. Temos por obrigação dar toda a energia possível buscando fazer o melhor por Alegrete, apontou.
Após, ocorreu a chamada das famílias para entrega dos títulos.

Compartilhar!