solar

As deficiências de geração de energia no Brasil e a necessidade de reduzir custos, fez surgir em Alegrete, a primeira empresa de energia fotovoltaica. O sistema ainda é pouco usado no Brasil, diante dos custos, mas que está em fase de reafirmação diante dos apelos de produção de energia limpa a partir de placas de silício que captam a radiação solar. solar2A Kasa Doce, foi a primeira empresa a implantar o sistema que tem capacidade de gerar e até colocar na rede da distribuidora Aes Sul o excedente, que retorna ao gerador em forma de créditos. Wagner Bonassa é um jovem que iniciou no mercado de trabalho, na empresa da própria família e agora abriu seu próprio negócio, com o propósito de oferecer alternativas sustentáveis na geração de energia para residências e empresas. Para incentivar este nicho mercado até linhas de créditos específicas estão sendo disponibilizadas.

 

Compartilhar!