desfile

Prefeitura e entidades tradicionalistas de Santiago decidiram, em reunião na tarde da última sexta-feira, cancelar o desfile de 20 de setembro. No entanto, vão manter as demais atividades em celebração à semana farroupilha (distribuição da Chamada Crioula, abertura da semana e festas). O motivo da decisão é o risco da doença do mormo.

Durante a reunião, ficou definido que não há como fiscalizar os cerca de 2 mil cavalos que participam do desfile. A fiscalização é necessária, segundo a prefeitura, frente ao risco da doença do mormo, que atinge principalmente cavalos. Na semana passada, a prefeitura havia definido que o desfile sairia, mas sem cavalos. Além disso, durante a Distribuição da Chama Crioula (dia 14 de setembro, às 16h), o número de cavalos usados estará restrito. Serão cinco cavalos por entidade que farão parte da programação – desde que devidamente identificados, examinados por veterinários e cadastrados junto à Secretaria de Cultura.

Com isso, o número de municípios na Região Central que já cancelaram os desfiles de 20 de setembro subiu para nove. Outras oito cidades cancelaram os desfiles na região: Vila Nova do Sul, Santa Margarida do Sul, Paraíso do Sul, Tupanciretã, Cacequi, Lavras do Sul, Julio de Castilhos e Caçapava do Sul.

Em Santa Maria, o desfile será feito a pé, sem cavalos. O mesmo ocorre em Jaguari, Toropi e Dilermando de Aguiar.

* Com informações da Rádio Gaúcha SM.

Compartilhar!