Uma rota aérea de tráfico de drogas mantida por uma facção criminosa gaúcha, que trazia cerca de 200 quilos de cocaína pura por semana para o Rio Grande do Sul, foi descoberta pelo Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil. A movimentação financeira girava em torno de R$ 30 milhões por mês.

Trata-se da organização criminosa Os Manos, sediada na região do Vale do Rio dos Sinos. Existem indícios ainda de envolvimento dos traficantes gaúchos com a facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC), que atua no Paraguai, de onde possivelmente partiam de fazendas as aeronaves para o Estado.

Compartilhar!