Foto: Portal IG
Foto: Portal IG

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) invadiram a sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e fizeram uma série de pichações para criticar o uso abusivo de agrotóxicos e o fechamento de escolas no campo, no início da tarde desta quarta-feira (23), em Brasília. O principal alvo foi a ministra Kátia Abreu.

Nas paredes do ministério, palavras de ordem e críticas à pasta com frases como “Kátia assassina”, “agrotóxico mata” e “reforma agrária já” foram pichadas. Os cerca de mil manifestantes presentes, no entanto, permaneceram pouco tempo no local, cerca de dez minutos, já que a Polícia Militar foi acionada para dispersá-los. Houve uso de gás lacrimogêneo.

Compartilhar!