A proposta das pré-conferências zonais da Segurança Pública, de ouvir a população sobre suas demandas, atingiu seus objetivos já na primeira realizada na noite de quarta-feira, no salão do Complexo de Saúde da Zona Leste. O destaque ficou para a presença dos órgãos de segurança pública da cidade e dos moradores que manifestaram suas opiniões e questionamentos.

Na abertura da pré-conferência, o secretário de Segurança Pública, Mobilidade e Cidadania, Luciano Pereira, traçou as coordenadas do encontro cujo objetivo era de levantar as principais demandas da população para serem apresentadas na conferência municipal prevista para o dia 7 de maio.Para o secretário, é um novo marco na estratégia de segurança pública na cidade, com a abertura de um canal para a população apresentar suas reivindicações e a busca de soluções.

Também se pronunciaram o vereador Luciano Belmonte, dizendo de suas iniciativas no âmbito do Legislativo em favor da segurança da população. O diretor da Susepe Alegrete, Paulo Bukoswki, destacando a importância de uma ação conjunta com o objetivo de maior segurança para a população. Já o diretor de Operações Especiais da Brigada Militar, tenente Nei Machado deu os parabéns pela iniciativa e disse da disposição de trabalhar em ações conjuntas. O delegado Regional Valeriano Garcia Netto aproveitou para esclarecer que a polícia trabalha com informações, por isso, se há, uma denúncia, é ligar 181 que vai gerar um protocolo e o sigilo de quem liga está garantido. Ao destacar a parceria com a Prefeitura, o delegado Valeriano disse que segurança pública não se faz sozinho, mas que a união de forças produzirá bons resultados. O diretor da Guarda Municipal, Angelo Tertuliano de Oliveira por sua vez, reforçou que o momento era para ouvir as pessoas.

Em sua manifestação, o prefeito Márcio Amaral não deixou de citar a integração dos órgãos de segurança pública, reforçando que não existe solução mágica para tudo.Alertou para o fato de que, se a sociedade não se organizar, cada vez mais as pessoas vão se trancar em suas casas e o crime tomando conta. “Aproveitem essa oportunidade para expor suas angústias. O papel da Segurança é de ouvi-los e buscar as alternativas de soluções”, completou.

As Demandas da Comunidade da Zona Leste

No espaço aberto para que as pessoas se manifestassem, as reivindicações foram no sentido de maior segurança para a zona leste. Representantes do Balneário Caverá pediram maior presença da Brigada Militar, sendo dito que aquele local é um corredor para o abigeato. Foi cobrada pela população a volta do Policiamento Comunitário da Zona Leste que apresentou bons resultados. Também solicitação de faixas de segurança e mais rapidez da Polícia o registro de ocorrências.

O secretário de Planejamento, Paulo Salbego, morador há 30 anos na Zona Leste, pediu um olhar mais cuidadoso de parte da Brigada Militar para aquela região. Reforçou que Alegrete precisa ter seu Batalhão Policial para resolver problemas de efetivo da corporação.Aproveitou para reforçar sobre o andamento das obras de melhorias para aquela comunidade ampliando o número de ruas calçadas e o asfalto unindo a avenida Tiarajú com a ERS 377.

Foi sugerido pelo morador Adão Felisberto a ampliação do posto avançado de segurança próximo à UNIPAMPA, a fim de que os órgãos de segurança tenham sua base de atendimento n o local a exemplo da Guarda Municipal.

No balanço feito pelo secretário Luciano Pereira, a primeira pré-conferência foi exitosa, a população apresentou suas demandas e os órgãos de segurança apontaram caminhos e soluções. Considerou ponto positivo as ações conjuntas que são realizadas pelos órgãos de segurança, apesar do reduzido efetivo, mas que se consegue dar uma reposta para a sociedade.

Os secretários Paulo Salbego e Marcia Dornelles prestigiaram o encontro, assim como os vereadores Luciano Belmonte e Vanda Dornelles. A segunda pré-conferência será no dia 9 de abril, no Bairro Vila Nova.

DPCom PMA
Por: Alair Almeida

Compartilhar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.