Minuano FM

Notícias de Alegrete e região

Após reunião com líderes empresariais e políticos, comércio de Alegrete poderá voltar a funcionar na semana que vem

A matéria foi emitida pela administração pública de Alegrete.
DEPOIS DE VIDEOCONFERÊNCIA, PREFEITO MÁRCIO PROJETA MEDIDAS DE FLEXIBILIZAÇÃO PARA ATIVIDADE EMPRESARIAL

Na tarde desta quinta-feira, foi realizada uma videoconferência, intermediada pelo Senador Luiz Carlos Heinze, com a participação do prefeito Márcio Amaral, secretária de saúde Bianca Casarotto, do procurador-geral do Município, José Rubens Rosa Pillar assim como médicos, entidades empresariais, sindicais e associações de classe. O encontro foi realizado por meio da interferência do empresário Deonir Martini, presidente do Conselho Superior do Centro Empresarial de Alegrete e diretor do Sindilojas.

Depois dos vários posicionamentos e mesmo tendo um decreto estadual que no dia de hoje foi revalidado por mais dez dias pelo governador Eduardo Leite, ficou acordado que haverá uma flexibilização com regras rígidas (critérios) para a possibilidade de iniciar a reabertura do comércio a partir da semana que vem, “desde que não surja caso positivado em alegrete até domingo”, como ficou claro na teleconferência.

Acrescentou o chefe do executivo, que “não podemos colocar em risco o sacrifício já feito de não termos nenhum caso positivado em Alegrete”, fato que foi muito salientado pelos médicos participantes da teleconferência.

Desta forma, espera-se que a partir da semana que vem, as diretrizes possam ser orientativas no sentido da reabertura de alguns setores, da mesma forma que esteja viabilizado um serviço que ofereça testes rápidos para que se possa tomar decisões com relação ao estado de saúde da população.

Relatou o prefeito que Alegrete tem recebido muitos elogios pela conduta de sua população que vem colaborando para a manutenção da condição de zero de casos positivos, mesmo com setores da indústria trabalhando, já que a safra agrícola e pecuária está a pleno e não há como esperar. O grupo fez sugestões ao senador Heinze e já marcou reunião com as instituições como Sicredi, Banrisul e Banco do Brasil nesta sexta-feira para tratar sobre linhas de crédito.

Compartilhar!