reuniao

A enchente do Rio Ibirapuitã e Arroio Regalado afetou grande parte da economia do município: moradias, infraestrutura urbana e rural, bens duráveis, comércio, serviços públicos, produção agrícola e pecuária. A Administração Municipal realizou uma reunião na manhã desta segunda-feira (04), no Centro Administrativo Municipal, para a preparação do relatório de prejuízos a ser entregue na próxima quarta-feira (06) ao Ministro da Integração Gilberto Occhi em Uruguaiana.

Participaram, além do prefeito Erasmo Silva, da vice-prefeita Preta Mulazzani e da coordenadora da Defesa Civil Guiomar Silva, os secretários Antônio Carlos Calovi (Infraestrutura), Alberto Prates (Agricultura e Pecuária), Maria do Horto Salbego (Saúde), Vera Freitas (Assistência Social, em exercício), e os diretores Clóvis Pontes (Habitação), Cláudia Silveira (Planejamento) e Antônio Carlos Gomes (Infraestrutura).

O Rio Ibirapuitã está com 5,15 metros. De acordo com os registros da Defesa Civil, mesmo com o nível do rio diminuindo, cerca de 600 pessoas ainda não puderam voltar para casa e precisam de doações. Os alimentos doados pela comunidade foram suficientes para a montagem de 612 cestas básicas, sendo que 574 já foram entregues a famílias atingidas pela cheia. Também já foram doados 840 kits de limpeza.

Compartilhar!