orgulho louco

Alegrete já se prepara para a Parada Gaúcha do Orgulho Louco. Em sua quinta edição, o evento que tem como objetivo a visibilidade da luta antimanicomial será realizado nos dias 22, 23 e 24 de outubro e é uma promoção da Prefeitura do Alegrete, através da Secretaria de Saúde, em parceria com a Câmara Municipal, Conselho Municipal de Saúde e Fórum Gaúcho de Saúde Mental – Núcleo Alegrete, tendo como tema “Amai-vos uns aos Loucos”.

A fim de fortalecer o movimento antimanicomial e divulgar a Parada, o prefeito Erasmo Silva, a secretária de saúde Maria do Horto Salbego e a presidenta da Câmara Municipal, Judete Ferrari, acompanhados de uma comitiva de servidores e usuários da Saúde Metal em Alegrete participaram, em Porto Alegre, de uma audiência pública para debater a instituição da Parada do Orgulho Louco no calendário estadual.

Proposta pelo deputado Adão Villaverde, em conjunto com a deputada Stela Farias, a pedido do movimento do Orgulho Louco, a audiência pública da manhã de quarta-feira (30) teve um caráter inusitado e até mesmo histórico na ocupação do ambiente do Plenarinho da Assembleia Legislativa, concedendo a palavra a usuários da área da saúde mental, além de profissionais e militantes.

A presidenta da Câmara de Vereadores do Alegrete, Judete Ferrari, agradeceu o acolhimento dos parlamentares, que se embasa na ideia de conviver com o estranhamento. “Produzimos do nosso jeito, com energia e criatividade, uma grande audiência pública, nosso jeito é como água que entra e chega em todos os espaços”, comenta.

O prefeito Erasmo Guterres falou sobre a importância da Parada no enfrentamento ao preconceitos e à discriminação dos diferentes. “Mais do que um desfile, a Parada do Orgulho Louco representa a capacidade que as comunidades têm de acolher seus membros, a despeito das diferenças, e a superação do preconceito”, afirma.

PROGRAMAÇÃO –  A Parada do Orgulho Louco já está com sua programação pronta e terá três dias intensos de atividades que incluem encontro de usuário de saúde mental, passeio ciclístico, momentos culturais, trilhas ecológicas, oficinas, piquenique e a já tradicional caminhada com trajeto no centro da cidade.

 

 

Confira a programação:

 

22 de outubro

9 horas – II Encontro sobre protagonismo e autonomia dos usuários da saúde mental: “Penso Louco Existo!”. Local: Salão Maria Amorim do Instituto Estadual de Educação Oswaldo Aranha (IEEOA).

14 horas – II Pedalada do Orgulho Louco: “SENT(indo) e vi(VE)ndo na cidade!”.Local: Salão Maria Amorim do Instituto Estadual de Educação Oswaldo Aranha (IEEOA).

17 horas – Passeio ciclístico na cidade.

 

23 de outubro

9 horas – BRIC Louco e Projeto Livro Livre na Praça Getúlio Vargas

10 horas – Abertura “Amigo boleia a perna, puxe o banco e vai sentando”. Acolhimento Às delegações e visitantes na Praça Getúlio Vargas.

10h30min – Palco artístico e cultural na Praça Getúlio Vargas.

10h30min – Trilhas Ecológicas do Coração (TEC) – TEC Rio Ibirapuitã, TEC Ponte de Pedra e TEC Casa do Chapéu Preto. Saída: Praça Getúlio Vargas.

11 horas – Oficinas do Qorpo-Santo na Praça: Eu me remexo muito e Chapeleiros Loucos na Praça Getúlio Vargas.

12 horas – Piquenique e festival de Comida de Calçada na Praça Getúlio Vargas.

13h30min – Caminhada e Encontro de Bonecos e Teatro de Rua. Concentração: Rua Vasco Alves, Praça Getúlio Vargas, Rua General Vitorino, Rua General Sampaio, Rua Vasco Alves e Praça Getúlio Vargas.

16h30min – Show de encerramento na Praça Getúlio Vargas

 

Durante todo o dia: Tenda do Afeto Popular e Parque da LudiCidade

24 de outubro

9 horas – II Encontro do Programa Mais Médicos. Mesa redonda: “Mais Médicos, Mais Saúde, Mais Comunidade”. Local: Câmara Municipal.

 

 

FOTOS: Diogo Baigorra/Gabinete Adão Villaverde

Compartilhar!